Esporte

‘As pessoas não sabem a diferença entre jogar bem e não marcar gols’

Em entrevista ao jornal francês “L’Equipe”, Cristiano Ronaldo falou sobre carreira e vida pessoal.

Em entrevista ao jornal francês “L’Equipe”, Cristiano Ronaldo falou sobre o início da temporada 2017/18, que, para ele, foi atípica, com poucos gols marcados. Em 630 minutos jogados, ele só balançou as redes uma vez. Perguntado sobre essa sequência inicial, o craque do Real Madrid disse que as coisas vão melhorar.

“Muito bom (o início da temporada). Não perfeito, mas bom! Estou feliz e me sinto bem. Nós perdemos alguns pontos no Campeonato Espanhol, mas na Liga dos Campeões estamos bem. É apenas o início da temporada e ainda há muitos jogos para jogar. Devemos manter a calma e continuar a trabalhar, porque obviamente podemos melhorar”, respondeu o camisa 7, que em seguida foi informado pela reportagem que eles gostariam de saber sobre o jogador, e não sobre Real.

“Mas estou falando de mim mesmo”, acrescentou CR7, aos risos.

download

Sobre os poucos gols, Cristiano se disse “tranquilo”.

“Não é culpa minha se a bola entra… Isso não me impede de trabalhar da mesma forma, de ter a mesma ética de trabalho. As coisas vão mudar, eu não estou preocupado. As pessoas são mais do que eu. Estou calmo, modo delta, se você sabe o que quero dizer (ele imita um avião que paira no ar), quieto, sereno. Há dois anos, já era a mesma situação ao mesmo tempo (3 gols no Espanhol entre 19 de setembro e 28 de novembro). No ano passado, o mesmo (1 gol na Liga nos primeiros 4 jogos). E este ano, de novo”, comentou Ronaldo, atacando os críticos na sequência.

“As pessoas não sabem a diferença entre jogar bem, jogar de forma moderada e não marcar gols. Eles me olham como uma máquina de gol, como um cara que tem que marcar o tempo todo”, disse.

Sobre continuar ocupando o posto de melhor jogador do mundo pela revista France Football, Cristiano Ronaldo também contou que isso não faz mais a sua cabeça.

“Não estou mais preocupado com isso. Tenho trinta e dois anos, trinta e três (completa em 5 de fevereiro). Eu sei como relativizar. Às vezes, estou desapontado com o que faço durante um jogo. Após a partida, eu digo para mim: você pode fazer melhor do que isso. Mas quando chego em casa, encontro minha família, meus amigos, tudo muda. Meu mundo não gira apenas no trabalho”, finalizou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s