Mulher Saúde

Câncer de mama pode voltar 15 anos depois de tratamento

“As mulheres com tumores maiores e que se espalhem para os gânglios linfáticos apresentam um risco 40% maior.”

Um tratamento bem-sucedido é sempre uma boa notícia e um alívio para os pacientes com câncer, mas um recente estudo vem dizer que a história nem sempre é tão positiva como o desejado.

Publicado na revista científica New England Journal of Medicine, o estudo da Universidade de Oxford alerta para o risco de o câncer de mama voltar a aparecer 15 anos após a conclusão dos tratamentos – e mesmo que estes tenham sido bem-sucedidos e feito a doença desaparecer.

22

Depois de analisarem mais de 63 mil mulheres ao longo de 20 anos, os cientistas concluíram ainda que aquelas que tinham tumores maiores e/ou que estes se tinham espalhado para os gânglios linfáticos apresentavam um risco 40% superior, escreve a BBC no seu site. No caso dos tumores menores, o risco de ressurgimento era de 10%.

Todas as pacientes analisadas no estudo tinham o mesmo tipo de câncer de mama dependente de estrogênio e receberam o mesmo tratamento, mas, em alguns casos, foram muitas as que descobriram que a doença se tinha espalhado para todo o corpo. E a má notícia aconteceu cerca de 20 anos após o primeiro diagnóstico.

Para os cientistas, uma das melhores formas de travar a ação a longo prazo da doença é o recurso à terapia hormonal por mais tempo, em média 10 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s